novosespaosnovasmetodologias

June 11, 2018 | Author: gazoile | Category: Trigonometry, Pedagogy, Teachers, Change, Psychology & Cognitive Science
Report this link


Description

Neuza Pedro, IEULisboa Novos espaços, novas metodologias. Fator crítico: a formação de professores! Neuza Pedro, IEULisboa Novos espaços O crescimento pela procura por novos espaços educativos tem sido um movimento internacional • Innovative Learning Environments and Teacher Change (ILETC) Project, Australia e NZ • Flexible Space & Built Pedagogy Project, EUA • Future Classroom Lab, Europa • Bélgica = 4 • Croácia = 1 • Alemanha = 2 • Chipre = 1 • Israel =2 • Repub. Checa = 1 • Itália =1 • Estónia = 2 • Noruega =2 • França = 1 • Portugal = 9 • Eslováquia = 1 • Reino Unido = 1 • EUA = 1 Portugal = 28 Portugal = 28 Novos espaços • Sala de Aula do Futuro * • Laboratório de Aprendizagem * • ActiveLab * • [email protected] Classroom Lab • Sala Multidisciplinar • … Todos têm em comum a busca pela Inovação! Neuza Pedro, IEULisboa Novos espaços, porquê? Neuza Pedro, IEULisboa Novos espaços, para quê? Neuza Pedro, IEULisboa Novas metodologias (Novas) Metodologias • PjBL • PbL • … • Gamification • Flipped Classroom • Cenários de Aprendizagem Porque se ambiciona promover novas competências! Autonomia Colaboração Pensamento Crítico Resolução de Problemas … Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória Acreditamos neste perfil do aluno, mas como? Pensemos num (excelente) professor de Matemática • Equação cartesiana da mediatriz de um segmento de reta; Definição de elipse, relação entre eixo maior, eixo menor e distância focal Geometria Analítica • Funções reais de seno, cosseno e tangente; Funções trigonométricas inversas Trigonometria e Funções Trigonométricas Pensemos num (excelente) professor de Português • Fonética e fonologia a) processos fonológicos de inserção b) processos fonológicos de supressão Gramática • Eça de Queirós Contextualização histórico-literária. A representação de espaços sociais e a crítica de costumes. Características trágicas dos protagonistas Educação Literária Como podem estes (excelentes) professores contribuir para este perfil do aluno? Formação Contínua Formação Contínua Desenvolvimento profissional . Longitudinal . Coletivo . melhorado • pouca relação com a realidade contextual (Daly, Pachler & Pelletier, 2009) e as práticas pedagógicas de sala de aula Críticas (Gooler, Kautzer & Knuth, 2000) • não considerarem os diferentes níveis de apontadas à competência dos professores (Daly, Pachler Formação & Pelletier 2009; Liu & Huang, 2005), assimétrica Contínua e despersonalizada (Schoepp, 2005) • circunscrita no tempo (Mills & Tincher, 2003) • sem mecanismos de follow-up (Martin, Strother, Bates, Reitzes & Culp, 2010) • excessivamente centrada no domínio técnico de ferramentas (Belland, 2009; Daly, Pachler & Pelletier 2009) em conteúdos curriculares (Cohen & Ball, 1999). Como desenhar formação que efetivamente contribua para o desenvolvimento de práticas pedagógicas inovadoras? (ou) Qual o factor chave para a Inovação pedagógica nas práticas docentes ? As crenças dos professores! Da análise dos fatores que regem a ação dos professores em sala de aula as crenças emergem como determinantes Crenças = princípios orientadores da ação A adoção de uma, ou outra, metodologia ou recurso, em sala de aula, é norteada pelo valor pedagógico que o professor lhe atribui. Crenças Pedagógicas • sobre como deve ser o ensino e a aprendizagem • sobre a(s) disciplina(s) que leciona • sobre as metodologias mais eficazes para lecionar • sobre os seus alunos • sobre o seu papel enquanto docente • sobre a função social da escola, … dimensão cognitiva dimensão afetiva dimensão volitiva Crenças Pedagógicas • sobre como deve ser o ensino e a aprendizagem • sobre a(s) disciplina(s) que leciona • sobre as metodologias mais eficazes para lecionar • sobre os seus alunos • sobre o seu papel enquanto docente • sobre a função social da escola, … dimensão cognitiva dimensão afetiva dimensão volitiva A mudança nas crenças dos professores não acontece: . sem motivo | por decreto . em episódios (6h, 25h, …) . sem ação . no vácuo Há uma necessidade urgente de atualização dos modelos, das práticas e do objeto da formação contínua de professores! Conhecimento -> crenças Individual -> coletivo No entretanto, há uma necessidade criar tempo para o Desenvolvimento profissional docente. Em específico, pelo repensar do tempo escolar! Novos espaços, novas metodologias, novos papéis requerem novos tempos. (Façamos um exercício) 35 horas 24 horas de componente letiva 11 horas de componente não letiva 7 horas de trabalho individual 2 horas de trabalho de escola 2 horas para reuniões 35 horas 11 horas de componente letiva 24 horas de componente não letiva 7 horas para trabalho colaborativo 7 para gestão de projetos 7 horas de CPD 3 horas de reuniões Precisamos de novas formas de organizar o tempo dos professores, se efetivamente concebemos que o papel do professor hoje é outro! Neuza Pedro, [email protected] Novos espaços, novas metodologias. Fator crítico: o desenvolvimento profissional docente!


Comments

Copyright © 2021 UPDOCS Inc.